13/10/2008

valsinha

te mandei
uma ciranda
num guardanapo de papel,
como a alma dos homens.

e me lembro de você
nas noites frias
da tv,
trabalhando e pensando,
em te ver.

numa noite
sem igual
vamos enfrentar o mal,
dom quixote e os moinhos.

vamos subir
na maior
árvore do jardim
e vamos acenar
a quem nos sorrir.

e essa é a sua,
muito mais que minha,
canção.

O mp3 eu fico devendo, mas está a caminho!

4 comentários:

Kin disse...

se já não fosse uma música eu diria que esse poeminha bem que merecia ser musicado.

Liene disse...

olá, grama!

saudades desse blog!
bom ver que continua com posts extremamente legais.. =)

beijão!

Carol disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Carol disse...

Oi lindo!
Passei aqui pra ver se após muito tempo vc tinha postado alguma coisa e me deparei com essa linda surpresa (q vc já tinha dito q tinha colocado, mas q eu esqueci de ver).

E fizemos o q ontem? Dançamos uma valsinha! Toscamente, mas dançamos! hehe

Te amo muito.

E tá escrito q fica devendo o mp3 e q ele estava a caminho. Cadê? =p

Te amo, meu lindo.