14/04/2008

Café com leite e pão

Vou caminhar sozinho,
Lembrando de quando estava acompanhado.
Projeto meus sonhos sorrindo,
Mas cuidando de continuar calado
Porque falar não vale a pena
Quando não se tem certeza
Se falar é boa idéia ou não
E, como qualquer outro, não quero ter o esforço
de recolher cacos da minha cara espalhados pelo chão.
Sim, sou medroso.
Sim, eu sou um cão.
Confesso que nasci para isso
E, apesar de não gostar disso,
Sou uma média e um pingado,
Café com leite e pão.

Esse poema é de 24/10/06.

2 comentários:

C disse...

Porque falar não vale a pena
Quando não se tem certeza


gostei muito dessa parte.

você tem que ajudar a gente com o nosso! heuehe

barra/.ponto disse...

por que eu tenho a impressão de ja ter lido isso antes?